Mercado fracionário: o que é, como funciona e como operar neste mercado?

7 minutos para ler

O mercado fracionário é uma alternativa para investidores que gostariam de negociar na bolsa, mas não dispõem de capital para comprar certas ações inteiras. No entanto, como qualquer tipo de negociação na bolsa, as ações fracionadas estão sujeitas à prejuízos e perda de capital.

Trazemos aqui algum conhecimento sobre a dinâmica desse mercado. A compra fracionada pode ser uma alternativa para pequenos investidores iniciarem a trajetória rumo aos investimentos internacionais.

No entanto, é importante realizar uma decisão consciente, portanto, recomendamos a leitura deste artigo para diminuir riscos e erros. Acompanhe com atenção os tópicos a seguir.

O que é o mercado fracionário?

Na verdade, o mercado fracionário consiste na “quebra” das ações negociadas tradicionalmente nas bolsas de valores. Como alguns papéis tem um valor alto – uma ação da Amazon por exemplo, custa U$ 2.356, da Alphabet, dona do Google, U$ 1375, em valores de 12/05/2020 – o mercado fracionário ajuda o pequeno investidor individual a se expor a estas empresas dentro da sua realidade financeira. 

Como funciona o mercado fracionário?

A dinâmica do mercado fracionário é semelhante das ações comuns. Ou seja, ao comprar uma fração, o investidor pode vendê-la em uma data futura, obtendo lucro ou perdas, dependendo do preço de venda.

Cabe ressaltar que acionistas detentores de papéis fracionados não têm direito a voto em assembleia. Ainda, se houver transferência de corretora, elas devem ser liquidadas antes desse processo.

Quais são as vantagens de investir no mercado fracionário?

Nas finanças, de um modo geral, só existe uma verdade absoluta: dinheiro parado não rende. A partir disso, toda e qualquer modalidade, desde que seja conhecida o bastante, pode se tornar uma boa alternativa. Com o mercado fracionário não é diferente.

Existe um risco associado, por outro lado, ele apresenta vantagens que também não podem ser ignoradas.

Confira, na sequência, quais são elas.

Veja o nosso disclosure sobre ações fracionadas.  

Permite negociar com valores mais baixos

Enquanto nos mercados norte-americano, europeu e parte do asiático uma parcela expressiva da população investe em ações, no Brasil o quadro é outro. Em nosso país, existe uma crença — equivocada — de que esse é um segmento apenas para quem tem muito dinheiro. É o que diz uma pesquisa publicada no portal Valor, segundo a qual 61% dos entrevistados alegou não investir por achar que não têm dinheiro para isso.

O mercado fracionário, nesse sentido, é a prova de que, se tem um critério que não é exigido para ingressar no mercado de ações, é ser rico. Afinal, uma fração pode ser comprada por valores mais baixos.

É uma boa porta de entrada no mercado de ações

De acordo com a pesquisa publicada no portal Valor, 37% das pessoas entrevistadas alegaram não investir em ações por falta de conhecimento. Se considerarmos que boa parte dessas pessoas também acredita que é preciso muito dinheiro para investir, então, para um leigo, seria impossível ter bons resultados.

Com o mercado fracionário, o investidor iniciante tem uma alternativa para iniciar seus investimentos e correr riscos com menores quantidades. Ele pode iniciar com valores mais baixos para ir aos poucos conhecendo o funcionamento do mercado.

É mais democrático

O mercado fracionário é um verdadeiro agente democratizante, permitindo a entrada de um público no segmento de ações que, em condições normais, ficaria de fora.

Vale destacar que, em países mais desenvolvidos, investir em ações é considerado algo comum. Essa visão pode não ser compartilhada por grande parte dos brasileiros, logo, os papéis negociados em frações representam uma mudança de paradigma.

Há um longo caminho a ser percorrido? Sem dúvida. Mas é interessante estimular esse tipo de aplicação como forma de se criar uma cultura voltada para investimentos.

Como operar no mercado fracionário?

A operação com ações fracionadas não difere daquela praticada com ações inteiras. Dessa forma, o mesmo percurso para investir em papéis convencionais de empresas se aplica no caso do mercado fracionário.

Isso significa, ainda, que os mesmos riscos e volatilidade continuam valendo, com uma importante diferença: com frações, geralmente negocia-se com valores menores.

Em um contexto como esse, não basta apenas saber como operar na parte prática, até porque essa é a parte mais fácil. Antes de tudo, é preciso investir em conhecimento, nem que seja o básico.

Vamos ver, então, o que fazer para começar bem ao investir nesse tipo de ação.

Conheça o seu perfil de investidor

Embora pareça um procedimento dispensável, na verdade, a análise de seu perfil é fundamental para apontar o melhor caminho antes de uma aplicação.

Por isso, antes de investir em ações fracionárias, não deixe de identificar qual seu perfil de investidor.

Defina objetivos

Ainda que seja um mercado volátil, com grandes oscilações diárias, isso não quer dizer que você não deva trabalhar com metas e objetivos ao investir em ações. Pelo contrário, ao estipular metas, será possível ter uma referência na hora de avaliar se os resultados estão dentro do esperado.

Do contrário, quando se investe a esmo, ou seja, sem qualquer objetivo definido, as chances de aplicar o dinheiro de qualquer forma aumentam.

Abra uma conta em uma corretora americana

Estando bem informado, é hora de finalmente buscar por uma corretora e, então, abrir a conta para negociar no mercado fracionário. Tome bastante cuidado porque as corretoras não são todas iguais. Nesse caso, procure ficar atento.

Veja, ainda, se a taxa de custódia mensal não é alta demais, a ponto de consumir todos os rendimentos.

Na Avenue, não existem taxas de custódia ou performance. É cobrado o câmbio (spread + IOF de 0,38%) e a corretagem, de acordo com a tabela abaixo:

  • Operações até US$ 100 — US$ 1,00 por ordem
  • Operações entre US$ 101 — US$ 1.000 US$ 1,50 por ordem
  • Operações entre US$ 1.001 — US$ 2.000 US$ 4,30 por ordem
  • Operações acima de US$ 2.000 — US$ 8,60 por ordem
  • Ações fracionadas — A execução de ordem de ações fracionadas terá o mesmo custo de execução de ordem das ações inteiras.

* Volume operado.

Confira todos os nossos custos detalhados aqui.

Acompanhe o mercado

Além das ações, é possível também operar com ETFs e REITs fracionadas.

Ao contrário da Caderneta de Poupança e outras estratégias conservadores, no mercado de ações, as oscilações são frequentes e impactam diretamente na rentabilidade.

Não se pode simplesmente investir, esperar o dinheiro render e, daqui a um ano, fazer a retirada do lucro dado como certo. Quando se trata de ações, mesmo as fracionárias, o olhar atento ao mercado diariamente faz toda a diferença.

Além de diminuir prejuízos, acompanhar o mercado ajuda muito a identificar as ações em alta e que, sendo assim, venham a representar uma boa alternativa para investir.

Qual a diferença entre o mercado convencional e o fracionário?

Chegamos ao final deste conteúdo sobre mercado fracionário com a esperança de que, a partir de agora, você estará melhor informado para lidar com seus futuros investimentos.

Caso tenha alguma dúvida ou queira acrescentar algum dado, deixe um comentário e ajude a enriquecer este conteúdo.

Posts relacionados

Deixe um comentário