NYSE: saiba como funciona a bolsa de valores de Nova York

6 minutos para ler

A New York Stocks Exchange, mais conhecida pelo acrônimo NYSE, é a maior bolsa de valores do mundo em seu segmento no quesito valor de mercado das empresas listadas e, por isso, é um verdadeiro epicentro global de finanças.

Tudo o que acontece na NYSE repercute na economia global, gerando impactos diretos até mesmo para quem não investe em ativos como ações. Não é por acaso, já que as maiores e mais tradicionais empresas do mundo negociam seus papéis no seu pregão.

Conheça a mítica bolsa de Nova Iorque e sua história.

O que é a NYSE?

A Bolsa de Valores de Nova Iorque é o lugar por excelência para quem pretende investir em ações ou para os que já negociam no mercado financeiro. Ela foi fundada em 1792, portanto, trata-se de uma instituição bicentenária, com 228 anos de muita história para contar.

Localizada em Manhattan, mais precisamente no centro financeiro de Wall Street, a NYSE já passou por duas guerras mundiais, crises como a de 1929 e 2007 e ainda está de pé.

Como funciona a NYSE?

A NYSE, tal como outras bolsas de valores, é uma empresa privada. Sendo assim, seu objetivo é obter lucro ao negociar índices e ativos financeiros de outras empresas e instituições públicas e privadas de todo o mundo.

Ela opera em dias úteis, entre 9h30 e 16h00 de Nova Iorque (GMT-4). Esse é um ponto de atenção para quem investe desde outro país, pois só é possível fazer transações nesses horários. 

Outra característica da NYSE, que a torna especialíssima, é o fato de ter as maiores e mais antigas empresas com capital aberto do mundo listadas em seu pregão. Um bom exemplo é a presença da Coca-Cola, cujas ações são negociadas na bolsa de Nova Iorque desde a sua IPO, por volta de 1919.

No entanto, a gigante do segmento de bebidas não é a empresa mais valiosa da NYSE que, por sinal, apresenta como custo para listar uma empresa US$ 500 mil.

Confira então algumas das maiores empresas da NYSE, dentre tantas outras ali presentes.

Berkshire Hathaway

De propriedade de Warren Buffett, a holding Berkshire Hathaway é a número um das empresas com ações negociadas na NYSE. Hoje ela apresenta cerca de US$ 500 bilhões em valor de mercado e seu ticker no pregão/home broker é BRK.A.

Alibaba

Perseguindo muito de perto a liderança, no segundo lugar entre as maiores empresas listadas na NYSE está a gigante Alibaba, do setor de e-commerce. Um fato curioso é que ela só foi listada na bolsa de Nova Iorque em 2014, quando passou a ter ações negociadas pelo código BABA.

JP Morgan

Com valor de mercado estimado de US$ 430 bilhões, está o banco J.P.Morgan. É o segundo maior do mundo, atrás apenas do Banco Industrial e Comercial da China (ICBC) e seu valor mais que triplicou desde 2008. É uma das mais antigas empresas listadas na NYSE, com papéis sendo negociados há várias décadas.

Quais as diferenças entre NYSE e NASDAQ?

Se a NYSE tivesse uma “concorrente” esta seria a NASDAQ, considerada a maior bolsa de valores do mundo em volume negociado por dia. No entanto, é só nesse quesito que a bolsa de Nova Iorque perde, embora a NASDAQ seja tão conhecida quanto a NYSE.

Um exemplo disso é a quantidade de empresas listadas em cada uma das bolsas. Enquanto a NYSE conta com 2,4 mil organizações, a NASDAQ tem listadas aproximadamente 3,8 mil empresas.

Outra diferença marcante é o preço que cada bolsa pratica para realizar a listagem de ações.. Enquanto a NYSE, como vimos, tem um custo de US$ 500 mil, a NASDAQ apresenta um custo total de listagem na faixa de US$ 50 mil e US$ 75 mil.

Por fim, cabe frisar que, na NASDAQ, são negociadas ações de empresas mais modernas e ligadas à tecnologia. Google, Amazon e Facebook são exemplos de gigantes que emergiram recentemente com papéis transacionados nessa bolsa, também localizada na Big Apple.

Índices de valores

Bolsas de valores não transacionam apenas ações de empresas. Elas também operam com índices que, por sua vez, também podem ser negociados em pregão. Sendo uma bolsa com milhares de empresas listadas, a NYSE conta com um portfólio de índices relativamente extenso, do qual destacamos três exemplos, dentre tantos outros ali presentes.

NYSE Composite Index

O mais relevante dos índices da bolsa de Nova Iorque representa a performance de todas as empresas que negociam ações ordinárias. É o principal termômetro para aferir o rendimento da NYSE.

NYSE World Leaders Index

Outro índice de grande relevância é o que lista as 100 maiores empresas do mundo, sejam elas norte-americanas ou não. Por isso, se você deseja ter uma boa referência na hora de investir, não deixe de consultar esse importante indicador e ativo financeiro.

NYSE International 100 Index

Igualmente importante para conhecimento da performance das maiores empresas do mundo, o índice International 100 Index da NYSE acompanha as 100 principais empresas estrangeiras. É nele que figura, por exemplo, a segunda empresa mais valiosa da bolsa de Nova Iorque, a chinesa Alibaba.

Investindo na NYSE

A solidez da NYSE evidencia que sim, vale a pena investir em seus ativos e índices. Desde que se fundiu à Euronext — quando passou a se chamar NYSE Euronext — e tentou englobar a eBay para se tornar a Bolsa of Everything, a NYSE ampliou ainda mais o seu espectro de atuação.

Além disso, ela é considerada a mais importante bolsa do maior mercado financeiro do mundo. Logo, para quem pretende ingressar no em investimentos internacionais, investir na bolsa de Nova Iorque tende a ser oportuno.

Ainda que você não venha a investir nessa bolsa, é interessante acompanhar seus movimentos, já que o que acontece nela pode gerar desdobramentos a nível global.

Para continuar bem informado, assine nossa newsletter e receba conteúdos que poder fazer diferença em seus investimentos nos Estados Unidos.

Posts relacionados

Deixe um comentário